A caminho do Caminho

A caminho do Caminho

Caminhante!

Disseram-te que não há Caminhos?
Que eles se fazem ao Caminhar?
Quem te disse, no alto fez de Luz seus ninhos?
Ou por túmulos, nos baixos, costumava andar?
De Morredor ou de Vivedor era seu lidar?
Isso te trouxe angustias ou te trouxe Paz?
Te fez belo e bom? ou fez soltar Barrabás?

O que diriam ao cansado e oprimido?
Ao que já não quer ser consolado,
Ao que já não pode caminhar?
Aumentará o peso do cajado?
Irá de colo a ovelha machucada?
Ou com chicote a fariam caminhar?
E aos mortos, quê se dirá?

Ouve agora! Um Caminho há.
Pastos Verdejantes e Águas Tranquilas
Que só os do Caminho podem apreciar
E todo Vivedor, até mesmo os loucos,
Por Ele andando não têm como errar.
Pois da Vida o vencedor é quem chegar nesse
                                                                       Caminho
Se primeiro, se último, até mesmo sem pontuar.

Sobe à Montanha e no teu Gólgota medita
Até todo teu coração odiar a lama
E ao ouvir a voz de amor que te procura e chama
Clama: qual o teu nome, ó voz bendita
Para acender em mim da Vida a chama
Para cessar em mim todo esse clamor?
E o eco te responderá: Amor…Amor…Amor…

 _________________________(Jair T. Jatobá)___

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s