Lições 41-50

41.       Sem ética pode ficar mais fácil ganhar muito mais dinheiro, mas muito difícil segurá-lo e impossível limpar o coração para a felicidade morar nele.

42.       O livre arbítrio puro, legítimo, só é usado uma única vez, para escolher a Vida ou continuar na Morte. Todas as outras escolhas do vivedor ou do morredor já não serão por livre arbítrio absoluto, mas relativo, pois estarão condicionadas por aquela primeira escolha e pelos desejos e relacionamentos gerados a partir dali.

43.       Sem a perspectiva de vida eterna qualquer riqueza vira pó, briza e pobreza.

44.       As Lições da VIDA não dão dinheiro, dão vida. Porém, só quem as pratica se dá bem com o dinheiro.

45.       Só é possível ser rico, em todos os sentidos da palavra riqueza, enquanto se tiver vida: é importante e urgente escolher servir à Vida ou continuar escravo da Morte, ser um vivedor ou continuar sendo um morredor.

46.       É impossível falar das competências e virtudes para a Vida, o Amor e os Negócios sem falar de Espiritualidade. Mas não se confundam os determinantes mentais, crenças, valores e paradigmas da Espiritualidade com os da Religiosidade.

47.       Ser um vivedor, e não um morredor, é um exercício diário de atualização do saber, atitudes e relacionamentos que geram e renovam a vida, se se quer o sucesso e a felicidade de ser, ao mesmo tempo, humanamente divino e divinamente humano.

48.       Só o trabalho com paixão é visto como perfeição, atrai a multidão e junta primeiro o próximo milhão.

49.       Dinheiro não é só papel moeda. Dinheiro é tudo que serve para dar sustento à vida. Sem sustento não há vida. Logo, vida gera dinheiro. Para perder o dinheiro basta não valorizar a vida e para perder a vida basta não levar a sério o sustento da vida.

50.   Dentre os sábios que estudei, um chamou mais a minha atenção, quer pela ousadia de dizer-se mais importante que Davi, Salomão e todos os Profetas juntos, quer pelo fato de nenhum dos poderes políticos, religiosos, econômicos e militares ter podido contestá-lo e desmentí-lo, embora tentem há dois mil anos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s