Comer Frutas e Vegetais Produz Sentimentos de Bem-Estar como Senso de Propósito e Criatividade*

Comer Frutas e Vegetais Produz Sentimentos de Bem-Estar como Senso de Propósito e Criatividade*

Criatividade parada? Sentindo-se ultimamente com falta de senso de propósito na vida? Tente comer mais brócolis e bananas. De acordo com um estudo recente, as pessoas que comem frutas e legumes experimentam sentimentos mais prazerosos de bem-estar que incluem senso de propósito, criatividade e curiosidade do que aqueles que não comem mais desses alimentos. Em outras palavras, a alimentação saudável tem sido associada a ser psicologicamente mais saudável.
Não é nenhum segredo que comer frutas e vegetais é uma escolha sábia. Do papel que desempenha a beringela na perda de peso às habilidades de combate ao câncer dos vegetais como o brócolis e da cúrcuma, o consumo desses alimentos aumenta significativamente a saúde em geral.
Este estudo em particular reforçou as descobertas anteriores que mostraram que dietas isenta de carnes processadas, grãos refinados e açúcar em excesso podem ajudar a combater a depressão (espinafre, por exemplo, é um dos muitos alimentos que contém nutrientes que aumentam o humor), no entanto, ele também mergulhou nos aspectos psicológicos por trás dos sentimentos e da comida.
Detalhes e resultados do estudo
Pesquisadores da Nova Zelândia envolvidos no estudo avaliaram mais de 400 estudantes universitários, durante 13 dias consecutivos, todos eles comendo refeições com legumes, frutas, batatas fritas e sobremesas. Durante este período, eles também preencheram uma enquete para analisar seu florescimento psicológico e os níveis de curiosidade e criatividade com base em suas respostas em uma escala de “concordo totalmente” a “discordo totalmente”. “Hoje, eu estava envolvido e interessado em minhas atividades diárias“, foi o tipo de perguntas utilizadas.
Os pesquisadores concluíram: “Os jovens que comiam mais frutas e vegetais relataram maior média de bem-estar eudemonico, sentimentos de curiosidade mais intensos, e uma maior criatividade em comparação a adultos jovens que comiam menos frutas e legumes. Nos dias em que os jovens adultos comiam mais frutas e verduras, relataram maior bem-estar eudemonico, curiosidade e criatividade em comparação com os dias em que eles comiam menos frutas e legumes“. (3)
“Eudemonico” (eudaemonics em inglês) refere-se a produzir ou estar ligado a sentimentos de felicidade.
Enquanto os pesquisadores concordam que muitos desses alimentos nutricionalmente desempenham um papel importante na elevação do humor, é evidente que o consumo deles também trazem sentimentos de positividade associados a um senso de propósito e felicidade geral.
“Muitas frutas e verduras contêm níveis mais elevados de vitamina C, um co-fator importante na produção de dopamina“, dizem os pesquisadores. “A dopamina é um neurotransmissor que está subjacente a motivação e promove o engajamento.”
No entanto, eles também observam que este “…estudo fornece a primeira evidência de que o consumo de frutas e vegetais podem estar relacionados a uma ampla gama de estados de bem-estar que sinalizam prosperidade humana no início da idade adulta.” (1,3)

Fontes:
– Natural News: Eating More Fruits and Vegetables Linked to Greater Psychological Flourishment
– [Estudo] On carrots and curiosity: Eating fruit and vegetables is associated with greater flourishing in daily life
– Huffington Post: Broccoli Eaters Get More Out Of Life
– 7 Foods to Boost Your Mood

*Publicado originalmente em http://www.noticiasnaturais.comComer-Mais-Frutas-e-Vegetais-Ligado-à-um-Maior-Florescimento-Psicológico-300x198

SAÚDE

Nesta página reunimos estudos, pesquisas, artigos e comentários ligados à saúde do corpo, sua obtenção, recuperação e conservação, seguindo a orientação do blog, que é a de prestigiar a naturalidade e a verdade e denunciar a mentira e a corrupção onde quer que elas mostrem seus tentáculos homicidas.

Não se deixe enganar e salve a sua mente.

O objetivo principal das grandes corporações, ou que querem ser grandes, nunca foi o lucro, mas sim a dominação dos mercados, dos concorrentes e dos colaboradores e clientes. 

Nesse jogo vale tudo; e onde vale tudo sempre predomina a ferramenta mais terrível: a corrupção, porque ninguem é mais facilmente dominado do que o corrompido, o que tem rabo-preso, culpa no cartório, teto de vidro, entre outros jargões desse meio.

Assim, os governantes, quer estejam nos segmentos políticos ou nos econômicos e sociais, como: indústria, comércio, serviços essenciais, religião, educação e comunicações, se especializam na ciência e arte da guerra, para manter o domínio em suas áreas, porque, sem dominação não há perenização de seus negócios.

Felizmente, as brigas-de-foice a bombas-atômicas ficam entre os maiorais e seus respectivos estafes.

Mas a guerra que sobra e é aplicada contra nós, meros consumidores, mera massa-de-manobra, povão, gadão, como eles mesmos nos denominam em suas happy-hours, é, nada mais, nada menos, que a mais terrível guerra que alguem pode sofrer, pois que é guerra de guerrilha, disfarçada, escondida, dissimulada, subliminar, com o objetivo de influenciar o destinatário, dominando-lhe a mente, sem que esse tenha consciência da influência por ele sofrida. 

Nesse particular tambem vale tudo, até mesmo legislar sobre o idioma, significados e significantes das palavras, e sobre crenças, valores, princípios e paradigmas arraigados na cultura natural do povo, deturpando, pervertendo e até invertendo conceitos éticos e estéticos, para possibilitar a criação de um imbecilizado consumismo histérico até nas áreas de saúde, educação e religião, permitindo a esses governantes a perenização no poder.

Pouco ou nada podemos fazer contra o poderio que está nas mãos deles. No entanto, podemos não permitir que esses desvios dos determinantes mentais atinjam a autonomia da nossa individualidade e a unidade das nossas famílias, unindo-nos em grupos de estudos para defesa e preservação das virtudes e dos determinantes mentais sadios, que regem os três círculos de relacionamentos vitais da vida humana plena, a saber: Deus, Família e Trabalho.

Sem isso ninguem sobreviverá à era de caristia, pestilência e violência que se avizinha, e os exemplos já estão nas telas e jornais. 

Ninguem sobreviverá sem pagar muito caro pelo descaso da importância e urgência da situação. Não poucos pagarão com a própria vida ou com a vida de membros de suas famílias. 

Sejamos mais diligentes nestas coisas e na fé (fidelidade) que a elas dedicamos, para nunca nos desviarmos delas, pois a Cruz do Cristo ainda está de pé e a palavra dele ainda está valendo, e toda a transgressão e desobediência de antes recebeu a justa retribuição, pelo que não escaparemos se negligenciarmos a tão grande salvação que nos é proposta.

Nas próximas publicações incluiremos os principais determinantes mentais que estão tentando perverter.

 

 

CURA DO CÃNCER

CURA DO CÂNCER

Já perdi três familiares e um grande amigo, que foram diagnosticados com essa doença.

A primeira vez que postei aqui comentários sobre as descobertas do Dr. Simoncini e as interrogações que deixei no ar para os pesquisadores, (clique https://vidaamorenegocios.wordpress.com/2008/12/07/a-cura-do-cancer-finalmente/ ou na tag ‘cancer’  para ver o post de dez/2008), resultou, para meu espanto, o quanto outras pessoas estavam com a mesma preocupação e esperança.

Hoje, encontrei o blog da Lidionete, que tem informações  e comentários muito importantes. Alguns eu copiei e republico aqui, na página CURA DO CÂNCER  (ver menu de páginas, acima ou ao lado).

No entanto, recomendo a você visitar o Blog da Lidionete, pois além de outras informações ele contem uma lista de sites que ela, demorada, seletiva e dedicadamente pesquisou, movida por uma história pessoal emocionante de luta e vitória contra essa doença na própria família. – http://jornadacontraocancer.blogspot.com.br/2009/06/bicarbonato-de-sodio-cura-cancer.html –

Viver é…

Viver é ganhar Dinheiro. Mas, por favor, não entenda Dinheiro como o simples papel-moeda, porque você vai correr o risco de ficar tão pobre que a única coisa que terá bastante será dinheiro, e as coisas que esse tipo de dinheiro compra são coisas que se vendem, e coisas que se vendem são coisas que você pode viver muito bem sem elas.

Amores, amigos, família, abraços, sono tranquilo, saúde, enfim, sucesso e felicidade que merecem realmente os nomes de sucesso e felicidade, quando conseguidos somente por meio do papel-moeda nunca são originais, verdadeiros, permanentes, mas trazem escondidos no íntimo deles o vírus da infidelidade, vírus que se manifesta tão logo apareça o que ou quem tenha igual ou mais dinheiro, ou mesmo outro tipo de Dinheiro.

Viver é ganhar esse tipo de Dinheiro que sustenta a integridade do ser em plenitude de Vida. Vida com V maiúsculo. Não aquela vida de segunda mão, das telas, telinhas e telões ou das capas de jornais, revistas e romances.

Viver em plenitude é dedicar-se a tudo que sustenta a Vida, a tudo que é a favor da Vida. Em suma, viver com plenitude de Vida é levar a sério o propósito e o compromisso para com as atitudes de ser um vivedor, não um morredor em vida, para ficar bem de vida sem deixar de ficar de bem com a vida.

O que você está fazendo agora está aumentando a sua sustentabilidade, o seu Dinheiro? Se não, troque pelo que pode lhe dar mais saúde e, portanto, mais prazer, mais alegria, mais amigos, mais competências para a Vida.

Mágoas são más águas:

Mágoas, a palavra já indica, são más águas: salobras, salgadas, amargas, escurecidas, poluídas, fétidas, tristes, pegajosas, doentias. 

Navegar nelas é naufragar com a própria vida. Revele-as a quem as gerou. 

Se se arrependerem, perdoe e renove a amizade. Muitas vezes quem gerou a mágoa o fez sem saber, e não saberão se você não revelar.

Se não se arrependerem, respeite a escolha deles, mas afaste-se e ore por eles.

Então verá que a brasa que queimava sobre a sua cabeça passará a queimar sobre a cabeça deles, e o fel que amargava e bloqueava sua vida passará para a vida deles, até que se arrependam.

Mas você estará livre, alegre e prosperando outra vez.

SABEDORIA

O Discurso da Sabedoria

Leia com coração valente, resoluto, coração de quem realmente quer o que está buscando, porque este discurso queima, mas cura, os que assim o lêem, porém queima e mata os que debocham dele e o ouvem  com leviandade ou aleivosia, se não se corrigirem a tempo.

CAPÍTULO 1
1 PROVÉRBIOS de Salomão, filho de Davi, rei de Israel;
2 Para se conhecer a sabedoria e a instrução; para se entenderem, as palavras da prudência.
3 Para se receber a instrução do entendimento, a justiça, o juízo e a eqüidade;
4 Para dar aos simples, prudência, e aos moços, conhecimento e bom siso;
5 O sábio ouvirá e crescerá em conhecimento, e o entendido adquirirá sábios conselhos;
6 Para entender os provérbios e sua interpretação; as palavras dos sábios e as suas proposições.
7 O temor do SENHOR é o princípio do conhecimento; os loucos desprezam a sabedoria e a instrução.
8 Filho meu, ouve a instrução de teu pai, e não deixes o ensinamento de tua mãe,
9 Porque serão como diadema gracioso em tua cabeça, e colares ao teu pescoço.
10 Filho meu, se os pecadores procuram te atrair com agrados, não aceites.
11 Se disserem: Vem conosco a tocaias de sangue; embosquemos o inocente sem motivo;
12 Traguemo-los vivos, como a sepultura; e inteiros, como os que descem à cova;
13 Acharemos toda sorte de bens preciosos; encheremos as nossas casas de despojos;
14 Lança a tua sorte conosco; teremos todos uma só bolsa!
15 Filho meu, não te ponhas a caminho com eles; desvia o teu pé das suas veredas;
16 Porque os seus pés correm para o mal, e se apressam a derramar sangue.
17 Na verdade é inútil estender-se a rede ante os olhos de qualquer ave.
18 No entanto estes armam ciladas contra o seu próprio sangue; e espreitam suas próprias vidas.
19 São assim as veredas de todo aquele que usa de cobiça: ela põe a perder a alma dos que a possuem.
20 A sabedoria clama lá fora; pelas ruas levanta a sua voz.*
21 Nas esquinas movimentadas ela brada; nas entradas das portas e nas cidades profere as suas palavras:
22 Até quando, ó simples, amareis a simplicidade? E vós escarnecedores, desejareis o escárnio? E vós insensatos, odiareis o conhecimento?
23 Atentai para a minha repreensão; pois eis que vos derramarei abundantemente do meu espírito e vos farei saber as minhas palavras.
24 Entretanto, porque eu clamei e recusastes; e estendi a minha mão e não houve quem desse atenção,
25 Antes rejeitastes todo o meu conselho, e não quisestes a minha repreensão,
26 Também de minha parte eu me rirei na vossa perdição e zombarei, em vindo o vosso temor.
27 Vindo o vosso temor como a assolação, e vindo a vossa perdição como uma tormenta, sobrevirá a vós aperto e angústia.
28 Então clamarão a mim, mas eu não responderei; de madrugada me buscarão, porém não me acharão.
29 Porquanto odiaram o conhecimento; e não preferiram o temor do SENHOR:
30 Não aceitaram o meu conselho, e desprezaram toda a minha repreensão.
31 Portanto comerão do fruto do seu caminho, e fartar-se-ão dos seus próprios conselhos.
32 Porque o erro dos simples os matará, e o desvario dos insensatos os destruirá.
33 Mas o que me der ouvidos habitará em segurança, e estará livre do temor do mal.

*Nota do blogger: A partir deste verso Salomão começa a profetizar em coerência com os demais profetas bíblicos anteriores e posteriores a ele, e suas palavras, como a de todos os demais verdadeiros profetas, apontam e se encaixam na identidade e discurso do Ungido de Deus, o Cristo, o Messias, que disse: A rainha do meio-dia se levantará no dia do juízo com esta geração, e a condenará; porque veio dos confins da terra para ouvir a sabedoria de Salomão. E eis que está aqui quem é maior do que Salomão.(e vós não quereis ouvir) (Mateus 12:42)